A- A A+

A Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) apresentou nesta quarta-feira, 21, a primeira edição da pesquisa do Perfil do Turista Estrangeiro - Fronteira Dionísio Cerqueira, realizada em conjunto com a Agência de Desenvolvimento Regional de Dionísio Cerqueira e concebida no âmbito do Núcleo Estadual de Integração da Faixa de Fronteira de Santa Catarina (NFSC).

A pesquisa foi aplicada durante a temporada de verão 2016-2017 com o intuito de obter informações sobre os turistas estrangeiros que entram em Santa Catarina pela fronteira Dionísio Cerqueira/Argentina. As informações coletadas servirão para subsidiar a estruturação de políticas de turismo em todo o território catarinense e, em especial, na região de faixa de fronteira do estado.

A pesquisa confirmou que a principal motivação dos turistas neste período é a visitação de atrativos de sol e praia (56% dos entrevistados), sendo as demais opções mais citadas cultura (23%) e ecoturismo ou turismo de aventura (12%).

A pesquisa também buscou descobrir se os visitantes estrangeiros costumam realizar paradas durante o trajeto até o destino final para explorarem outras localidades. Dentre as opções mais citadas, destaca-se Penha (16%), Itapema (13%), Florianópolis (8%) e Parque Beto Carrero (6%). Os respondentes que afirmaram que não visitariam nenhum outro atrativo citaram como principais motivos para a decisão de não realizar paradas a falta de tempo (34%), o orçamento limitado (32%) e o desconhecimento das opções (22%).

Aos turistas que informaram que não visitariam outros atrativos foi perguntado ainda o que motivaria uma parada antes do destino final. Sol e praia (51%), cultura (23%) e natureza, ecoturismo e aventura (18%) foram as opções mais citadas.
Outra pergunta buscou descobrir os principais locais de pernoite do turista estrangeiro, sendo Campos Novos (23%), Dionísio Cerqueira (13%), Lages (13%), Chapecó (10%) e Joaçaba (9%) os municípios mais citados.  

 

  Acesse aqui o resultado completo

  Acesse aqui ao resumo da Pesquisa

 

Sobre o Núcleo Estadual de Integração da Faixa de Fronteira de Santa Catarina

O Núcleo Estadual de Integração da Faixa de Fronteira de Santa Catarina (NFSC) tem a atribuição de coletar e sistematizar dados voltados à melhoria da gestão multissetorial do Poder Executivo estadual, em apoio ao desenvolvimento e à integração da região de faixa de fronteira. A SOL é responsável pela coordenação da Câmara Temática de Turismo, Cultura e Esporte do NFSC desde a sua instituição, com o Decreto 2.292 de 16 de julho de 2014.

Ascom SOL

Desenvolvimento: logo ciasc rodape | Gestão do Conteúdo: SOL | Tecnologia: Open Source | Acesso restrito