A- A A+

A Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) e a Fundação Catarinense de Cultura (FCC) realizaram na terça-feira, 12, a cerimônia de assinatura de contratos dos contemplados no Prêmio Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura de 2017. O evento contou com a presença do governador Raimundo Colombo, recepcionado pelo secretário da pasta, Leonel Pavan, o presidente da FCC, Rodolfo Pinto da Luz e o presidente do Conselho Estadual de Cultura, Marcondes Marchetti.

elisabete anderle assinatura 2017

A banda Cores de Aidê subiu a rampa de acesso do Teatro Ademir Rosa, no Centro Integrado de Cultura, em Florianópolis, e preencheu o auditório lotado com música e cor. A noite ainda teve a participação da Companhia de Dança Lápis de Seda, do ator Malcon Bauer, que interpreta O Homem de Agrolândia, e bailarinos da Escola do Balé Bolshoi, todos já contemplados pelo Edital Elisabete Anderle em edições anteriores ou na atual. A atriz Milena Moraes fez a vez de mestre de cerimônias, conferindo leveza e humor ao evento.

Para assinatura dos contratos foram chamados ao palco representantes de cada categoria premiada. “É um reconhecimento às pessoas que fazem a cultura catarinense mesmo com todas as dificuldades. Mas é importante que o governo possa apoiar e produzir um evento como esse e se multiplicar em cada município em ações que fortalecem e dão qualidade à nossa cultura”, disse Colombo.

Para o secretário Leonel Pavan, é uma vitória resgatar o projeto e cumprir com o compromisso assumido no início deste ano. “Tivemos mais de 1,8 mil inscritos, todos envolvidos e comprometidos, enriquecendo o trabalho de cada um e sem dúvida alguma, a cultura do Estado e do Brasil”.

Neste ano, pela primeira vez, as inscrições puderam ser feitas pela Internet, garantindo maior agilidade e segurança no envio das propostas. Além de simplificar todo processo, na avaliação do presidente da FCC, a inovação permitiu um número recorde: 1803 projetos inscritos, dos quais 1628 se credenciaram na primeira etapa e 175 foram contemplados. “Os prêmios estão estendidos a todo o Estado de Santa Catarina, do extremo-oeste ao litoral”, acrescentou Rodolfo Pinto da Luz.

A distribuição de R$ 5,6 milhões vai atender 24 projetos na categoria Letras; 24 de Música; 22 de Patrimônio Material e Imaterial; 21 de Teatro e Circo; 16 de Artes Visuais; 15 de Dança; 12 de Culturas Populares; 11 para Bolsa de Trabalho, Intercâmbio e Residência; 11 projetos de Museus; 10 para Apoio a Eventos Artísticos e Culturais; e 9 no Prêmio de Arte e Cultura Negra e Indígena.

:: Confira a lista completa dos contemplados

Os recursos são do Governo do Estado de Santa Catarina, com promoção da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte, por meio da Fundação Catarinense de Cultura e do Conselho Estadual de Cultura. O Edital Elisabete Anderle foi instituído pela Lei 15.503/11 e regulamentado pelo Decreto 2.336/14.

 

Ascom/SOL

Desenvolvimento: logo ciasc rodape | Gestão do Conteúdo: SOL | Tecnologia: Open Source | Acesso restrito