A- A A+

A Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL) realizou em Rio do Sul, nesta terça-feira, 10, o 4º Meeting de Turismo, desta vez na região Caminhos do Alto Vale. Gestores municipais e regionais de turismo, representantes de associações municipais e comerciais, trade de turismo e de instituições de ensino superior participaram dos debates sobre potencialidades e desafios para a sustentabilidade do turismo.

meeting rio sul

“Estamos trabalhando com foco no fortalecimento regional, porque o turista não reconhece limites municipais. Precisamos trabalhar de forma integrada”, destacou o secretário adjunto da SOL, Francisco dos Anjos, na abertura do Meeting. Além disso, ele enfatizou a relevância de aliar as ações públicas e privadas e olhar o turismo também como negócio”.

O diretor de Políticas Integradas do Lazer (Pdil/SOL), Amarildo Kanitz, falou sobre as diretrizes estratégicas construídas pela Secretaria para balizar as ações de turismo no Estado – governança, educação para o turismo, ambiente de negócios, informação e tecnologia, promoção e comercialização e oferta de turística. “Queremos estruturar esses eixos também nas regiões, o que vai contribuir com a elaboração do Plano Estadual de Turismo”, disse. Para viabilizar esta ação, acrescentou Kanitz, a partir de maio serão promovidas 60 oficinas para capacitar os atores locais e definir as competências de cada um para alavancar o desenvolvimento do setor.

Encerrando a programação da manhã, a presidente da Instância de Governança Regional (IGR) do Alto Vale e assessora de turismo da Associação dos Municípios do Alto Vale do Itajaí (Amavi), Fabiana Dickmann, fez uma apresentação do trabalho da IGR e falou sobre a dinâmica da região para fortalecer o turismo.

A diretora de Eventos da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis - Santa Catarina (ABIH-SC), Lara Perdigão, pontuou aspectos simples, porém indispensáveis para atrair e fidelizar o turista. “É uma responsabilidade muito grande divulgar os atrativos do nosso destino, porque chama atenção. E as pessoas querem viver a experiência. Então, o que se anuncia tem que ter”, alerta Lara. “Quem tem que prestar informação ao visitante? Todos! Seja empresa ou órgão público”, acrescentou.

 

Experiências de sucesso no Alto Vale

O último bloco da programação do Meeting foi reservado para compartilhar iniciativas que refletiram no incremento do movimento turístico na região, como a Mutter Delícias Artesanais, fábrica de chocolates fundada e administrada pela família Franz em Trombudo Central. Além de buscar aprimorar e diversificar a produção, a família percebeu que faltavam outros atrativos para desenvolver o turismo. Assim, a partir de uma articulação local com outros empreendedores, novos empreendimentos foram surgindo e hoje o visitante encontra opções como café colonial, cervejaria, visitas a propriedades históricas da imigração alemã e a jazidas de ardósia, pedra abundante no município.

Já em Presidente Getúlio, as cachoeiras são o principal atrativo. Para fomentar o turismo, ações vêm sendo desenvolvidas pelo poder público e iniciativa privada, como melhorias nas vias de acesso, apoio a eventos de cicloturismo, trilhas e caminhadas, capacitação de guias, conscientização quanto ao Cadastur (cadastro junto ao Ministério do Turismo), divulgação e elaboração de material – folder e mapa com localização das cachoeiras.

Outras experiências compartilhadas no encontro foram a revitalização da Ponte Roberto Machado, em Taió, patrimônio histórico do município, com apoio do programa de Desenvolvimento Econômico Local (DEL), da Federação das Associações Empresariais de SC (Facisc); o turismo sustentável praticado em Atalanta por meio da Associação de Preservação do Meio Ambiente e da Vida (Apremavi); o turismo de aventura desenvolvido em Ibirama e o turismo religioso, promovido em Ituporanga, onde fica a Gruta de Nossa Senhora de Lourdes.

Desenvolvimento: logo ciasc rodape | Gestão do Conteúdo: SOL | Tecnologia: Open Source | Acesso restrito