A- A A+

Depois de cinco dias de competição finalmente chegou o grande dia das finais da etapa estadual da 27ª edição do Campeonato Catarinense Escolar de Futebol – Moleque Bom de Bola, neste domingo, 4, em Quilombo, no campo da SER Quilombo . Depois de dias de intensas chuvas na cidade até o sol deu o ar de sua graça dando boas vindas aos atletas.

E foram os raios solares que emolduram os títulos da Escola Estadual Vidal Ramos, de Concórdia, no feminino, e o Centro Educacional Recriarte, de Camboriú, no masculino.
A final feminina foi o primeiro ato do dia entre a Escola Estadual Vidal Ramos, de Concórdia, a atual campeão da competição, e a Escola Municipal Padre Mathias Maria Stein, de Guaramirim. Já a final entre os homens teve o confronto entre Recriarte e Colégio São Bento, de Criciúma.


Final feminina


Nos primeiros minutos os dois times se estudaram e o jogo ficou concentrado no meio de campo. Até que aos 22 minutos de partida, no tempo de 24 minutos, Mayara, da Escola Estadual Vidal Ramos, escapou em um rápido ataque e sofreu pênalti. Na cobrança Mocelin marcou: 1 a 0 para Concórdia, placar final do primeiro tempo.
Já na segunda etapa do jogo as meninas de Guaramirim partiram para cima tentando empatar, mas quem marcou mais uma vez foi a Escola Vidal Ramos, novamente com Mocelin, que aproveitou uma falha da saga para marcar: 2 a 0. Com este placar a escola se sagrou bicampeã do Moleque Bom de Bola com seis vitórias em seis jogos.
Para artilheira da final Mocelin o título foi algo inacreditável. “E o meu primeiro Moleque, ganhei também o Jesc recentemente então foi um ano muito bom pra mim”, finalizou a campeã.
Ainda no feminino a Escola Estadual Lourdes Lago, de Chapecó, ficou com o terceiro lugar ao vencer por 2 a 0 a equipe do CIEF de Iporã do Oeste.


Final masculina


A final masculina entre o Centro Educacional Recriarte, de Camboriú, e Colégio São Bento, de Criciúma, foi mais movimentada. Mas quem abriu o placar foi o Recriarte com Gustavo Silva, depois de aproveitar um contra-ataque.
Após o gol os meninos de Camboriú cresceram na partida e passaram a levar vantagem nas jogadas, perdendo boas oportunidades de ampliar o placar. Isso só não aconteceu devido as boas defesas do goleiro Matheus, de Criciúma, que foi escolhido o destaque do jogo. O primeiro tempo terminou 1 a 0.
Na segunda etapa o Recriarte conseguiu boas chances de ampliar o placar, mas o goleiro Matheus evitou vários gols. Mas no fim do jogo ele não conseguiu evitar o segundo gol de Gustavo Silva, que ampliou: Recriarte 2 a 0 e campeão do Moleque Bom de Bola 2018, o quinto da história, pois já havia sido campeão em 2011, 2012, 2014 e 2015.
Para o autor do gol do título, Gustavo Silva, a conquista foi importante. “Viajamos 12 quilômetros de Camboriú até aqui, mas esse esforço valeu à penas, pois fiz 11 gols na competição e ofereço este título aos meus familiares que, assim como eu, são de Teresina, no Piaui”.
A etapa estadual do Moleque Bom de Bola teve inicio dia 31 de outubro com a participação de 32 equipes e 576 atletas no masculino e feminino. Este ano, desde as fases microrregionais, a competição alcançou cerca de 53 mil estudantes inscritos de cerca 900 escolas catarinenses. O evento é uma promoção do Governo de Santa Catarina, por meio da Fesporte, em parceria com a prefeitura de Quilombo e Instituto Bom de Bola.

 

Assessoria de Comunicação - Fesporte 

Texto e Fotos: Antonio Prado/Fesporte

JSN Boot template designed by JoomlaShine.com

Desenvolvimento: logo ciasc rodape | Gestão do Conteúdo: SOL | Tecnologia: Open Source | Acesso restrito